Conselho Tutelar de Macau fecha o ano com balanço positivo de atendimentos

Arquivado em (Macau) Por Wallacy Atlas on 30-12-2017

•Um órgão fundamental na luta pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Essa é uma definição precisa para a atuação do Conselho Tutelar de Macau, formado pelos conselheiros Yasnnaya Glenda, Flávio Ribeiro, irmã Francelina. Darivaldo e Eliene Nobre, .são profissionais comprometidos em defender os direitos das crianças e dos adolescentes, e que este ano desenvolveram um trabalho árduo muitas vezes sem o apoio necessário do poder público.

O Conselho Tutelar de Macau prestou contas ao Ministério Público , ao Juizado, ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e que hoje no último dia do ano, presta contas a sociedade macauense do trabalho realizado ao longo do ano, com aproximadamente 1.500 casos atendidos nas mais diversas situações; abuso sexual, estupro, negligência, conflito familiar entre outros.

No dia 13 de Julho, data que se comemora o aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente, o Conselho Tutelar de Macau realizou Audiência Pública falando sobre o FIA (fundo da infância e adolescência) onde o Juiz da infância da comarca de Currais Novos, Dr. Marcus Vinicius, que que é um magistrado referência na área da Infância e juventude, ministrou palestra sobre o tema.

Ainda participaram da Audiência Pública sobre o FIA, a juíza da Infância da comarca de Macau, Dra Larissa Almeida, além da promotora Dra Isabel de Siqueira Meneses.

Algo jamais visto e realizado pelo órgão aconteceu no dia das crianças, quando os membros do conselho percorreram as comunidades distribuindo brinquedos para crianças.

O colegiado do Conselho Tutelar de Macau fecha o ano com muito trabalho prestado a sociedade macauense, principalmente na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

“Nosso trabalho foi árduo durante todo o ano, e falo em nome de todo colegiado, desejamos um feliz ano novo a toda população de Macau, principalmente as nossas crianças e adolescentes”, disse a conselheira Yasnnaya Glenda.

Conselheiros de Macau com o juiz Dr Marcus Vinicius

facebooktwittergoogle_plusmail

PARCERIA: Conselho Tutelar de Macau agradece apoios e Andréa Lemos diz que até a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes não foi poupada do descaso

Arquivado em (Macau) Por Wallacy Atlas on 30-03-2017

A Audiência Pública proposta pelo Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente do Município de Macau revelou o retrato de descaso que enfrenta as políticas públicas de garantia dos direitos do menor no município, mas também rendeu elogios, principalmente a presença e ao apoio da prefeitura ao evento, que ocorreu no início dessa semana, no Complexo Educacional Padre João Penha Filho.

“A nossa primeira audiência pública foi um grande sucesso e quero destacar as presenças da Secretária de Desenvolvimento Social, Andrea Lemos, sempre disposta a nos ajudar e do Secretário de Educação Vagner de Souza”, externou a conselheira Yasnnaia Glenda nas redes sociais, em reconhecimento ao apoio recebido pelo conselho na atual gestão.

A audiência pública teve como tema: “Atribuições do Conselho Tutelar e sua interface com a rede de proteção” e contou com a participação ilustre do juiz da infância da Comarca de Macau, doutor Thyago Mattos e do pároco da cidade, João Batista Filho, dentre outras autoridades.

Para a Secretária de Desenvolvimento Social, Andréa Lemos, o debate será sempre bem-vindo, principalmente para uma gestão nova, penalizada pela falta de projetos em todas as políticas públicas. “O desgoverno castigou Macau e até a obrigação do poder público na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes não foi poupada do descaso”, concluiu.

Conselho Tutelar une forças em defesa das crianças e adolescentes

facebooktwittergoogle_plusmail

MACAU: Conselho Tutela divulgou o gabarito da prova de conhecimento específico aplicada no domingo (19)

Arquivado em (Macau) Por Wallacy Atlas on 21-07-2015

O Ministério Público do Rio Grande do Norte disponibilizou na segunda-feira (20) o gabarito e a prova de conhecimento específico do Processo de Escolha Unificado para o cargo de Conselheiro Tutelar.

No domingo (19), foi aplicada a prova de conhecimento específico para os candidatos ao cargo de Conselheiro Tutelar, etapa integrante do Processo de Escolha Unificado para seleção dos membros dos Conselhos Tutelares do estado do Rio Grande do Norte.

Em Macau, as provas foram aplicadas no Núcleo da UFRN. A escolha dos Conselheiros Tutelares é para o mandato referente ao quadriênio 2016/2019, cujo pleito será realizado no próximo mês de outubro.

Eis o gabarito por questão;

1-A 11-C

2-E 12-D

3-C 13-C

4-D 14-B

5-E 15-A

6-A 16-A

7-B 17-B

8-B 18-E

9-C 19-D

10-E 20-E

facebooktwittergoogle_plusmail